quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012


CARTA PRINCÍPIOS   
REDE LAÇO BRANCO CABO VERDE

Quem somos?

O Laço Branco Cabo Verde é uma Rede fundada no dia 10 Julho de 2009, por um grupo de homens das mais variadas áreas de formação e de actuação. Caracteriza-se pelo forte engajamento na promoção da igualdade de género, pelo fomento de alianças com outras instituições/organizações da sociedade civil que se posicionam a favor dos direitos humanos e contra a desigualdade de género e a todas suas manifestações, especialmente contra a Violência Baseada no Género (VBG).



Porque surgimos?

Na sociedade cabo-verdiana prevalecem preconceitos e estereótipos sexistas bastante enraizados e uma das faces mais visíveis destas representações são os altos índices de violência contra a mulher, que têm como efeito a deterioração de relações nos espaços privados e públicos.
E porque os homens são ao mesmo tempo parte do problema e da solução, pretendemos, confrontá-los com atitudes, normas sociais e comportamentos discriminatórios em relação aos papéis de género e de violência contra as mulheres, queremos nos e os comprometer nesta luta de identificação e eliminação das práticas sociais injustas em função do género e pôr fim a todos os tipos de violência contra a mulher.

Em que acreditamos?


Que ser homem NÂO é:

Ter muitas parceiras;
Usar violência contra outros;
Aguentar a dor;
Procriar um grande número de filhos e filhas;
Exercer o poder sobre outrem;
Ser heterossexual.

Que ser homem É:

Saber construir relações baseadas no respeito e igualdade;
Não tolerar qualquer tipo de violência;
Ter coragem de pedir ajuda;
Saber partilhar decisões e poder;
Saber respeitar a diversidade e os direitos de todas e todos.





O que queremos?

Difundir e multiplicar a mensagem do Laço Branco Cabo Verde;
Promover a igualdade e a equidade do género;
Combater todas as manifestações de violência, nomeadamente a VBG;
Promover e estimular a assumpção plena dos direitos e deveres próprios da paternidade;
Apoiar as políticas e iniciativas que fomentem a equidade de género na família, na saúde, na justiça, na educação, na política, na economia e na comunicação social.

Para tal, a rede tem o intuito de sensibilizar, envolver e engajar os homens em Cabo Verde e a sociedade civil em geral no combate à Violência Baseada no Género e a todas as formas de desequilíbrio de género, assim como na desconstrução de visões distorcida de masculinidade.

Quais os princípios dos quais não abdicamos?
Da visibilidade no combate à violência contra a mulher;
Da denúncia e combate a todos os actos de omissão, infracção, comportamento discriminatório, nomeadamente, machismo/sexismo, de exclusão social, homofobia, racismo ou qualquer outro tipo de comportamentos contra mulheres, homossexuais, bissexuais, transexuais e de violação dos direitos resultantes da desigualdade de género;
Da aliança com as mulheres para alcançar a equidade de género e conquistar direitos, saúde e bem-estar das mulheres e meninas;
Da assumpção e partilha das responsabilidades que a constituição da família implicam, nomeadamente o cuidado das crianças ou dependentes e as tarefas domésticas
De praticar uma nova masculinidade que respeita a diversidade sexual e os direitos reprodutivos de mulheres e homens;
De nos responsabilizar pelo nosso bem-estar, pela nossa saúde, planeamento familiar e por uma prática sexual responsável;
Da identificação e da denúncia das necessidades específicas e experiências de homens e meninos que não são tomadas em conta pelas políticas públicas e práticas profissionais em todas as áreas;
Da transparência, honestidade, justiça e ética em todas as nossas acções;
Da colaboração e diálogo com todo o tipo de instituições.

Como podemos ser contactados?
Email: lasubranku_cv@yahoogrupos.com.br
Facebook:
http://www.facebook.com/group.php?gid=240299560523&ref=ts

Sem comentários:

Enviar um comentário